top of page

Carcinoma de células de Merkel


Jovem dermatologista asiática está usando um dermatoscópio para identificar tecidos cancerígenos preocupantes na pele de uma mulher idosa durante uma visita de exame de saúde a uma clínica. Doutor fêmea que trabalha no hospital


O carcinoma de células de Merkel é um câncer de pele raro e agressivo que tende a afetar pessoas brancas mais velhas. O diagnóstico é por biópsia. O tratamento costuma ser determinado pelo estadiamento.


A média de idade no momento do diagnóstico é cerca de 75. O carcinoma de células de Merkel também afeta pacientes mais jovens que estão imunodeprimidos. Outros fatores de risco incluem exposição cumulativa à luz ultravioleta, exposição ao poliomavírus de células de Merkel e ter outro câncer (p. ex., mieloma múltiplo, leucemia linfocítica crônica, melanoma). A disseminação linfática é comum.


Sinais e sintomas do carcinoma de células de Merkel


As lesões cutâneas geralmente são firmes, brilhantes, cor de carne ou vermelho-azulada e nodulares. Seus achados clínicos mais característicos são o crescimento rápido e a ausência de dor e sensibilidade. Embora o carcinoma de células de Merkel possa afetar qualquer parte da pele, ele é mais comum em áreas expostas ao sol (p. ex., face, membros superiores).


Diagnóstico do carcinoma de células de Merkel


  • Biópsia

O diagnóstico do carcinoma de células de Merkel é por biópsia. A maioria dos pacientes tem doença metastática na apresentação, e o prognóstico é reservado.


Tratamento do carcinoma de células de Merkel


  • Determinado por estadiamento

Determina-se o tratamento do carcinoma de células de Merkel pelo estádio do câncer e normalmente inclui excisão local ampla, muitas vezes seguida de radioterapia, dissecção de linfonodos ou ambos.

Pode-se indicar terapia sistêmica [p. ex., com avelumabe ou outro inibidor do receptor de morte celular programada 1 (PD-1) ou quimioterapia convencional] para o câncer metastático ou recorrente.


Prevenção do carcinoma de células de Merkel


Como o carcinoma de células de Merkel parece estar relacionado com exposição a raios UV, algumas medidas são recomendáveis para limitar a exposição.

  • Evitar o sol: procurar a sombra, diminuir as atividades fora de casa das 10 h às 16 h (quando os raios solares são mais intensos) e evitar banhos de sol e câmaras de ultravioleta.

  • Usar roupas protetoras: camisas de manga longa, calças compridas e chapéus de aba larga.

  • Uso de fotoprotetores: pelo menos com FPS 30 com proteção UVA/UBV de amplo espectro, usado diretamente (isto é, reaplicados a cada 2 horas e depois de nadar ou suar); não deve ser usado para exposição solar prolongada.


12 visualizações0 comentário
Banner-Sidebar-Residencia-402x1024.jpg
Banner-Sidebar-Revalida-402x1024.jpg
Banner-Sidebar-Atualizacao-402x1024.jpg
MedFlix Zaza.png
bottom of page