top of page

Tamponamento pericárdico: uma revisão abrangente de medicina de emergência e ecocardiografia



Abstrato

Introdução: O tamponamento pericárdico requer diagnóstico e tratamento oportunos. Ele carrega uma alta taxa de mortalidade.

Objetivo: Esta revisão incorpora as evidências disponíveis para esclarecer equívocos sobre a apresentação clínica, ao mesmo tempo em que fornece um guia especializado aprofundado sobre ecocardiografia à beira do leito. Ele também detalha a estratégia de tomada de decisão para gerenciamento de emergência, incluindo pericardiocentese, juntamente com pérolas e armadilhas pré e periprocedimento.

Discussão: Os derrames pericárdicos que causam tamponamento surgem de diversas etiologias em períodos agudos e subagudos. O sintoma mais frequentemente relatado é a dispneia. A tríade de Beck ensinada de forma clássica (que inclui hipotensão) não aparece com frequência. Os achados ecocardiográficos incluem: derrame pericárdico (tamanho maior associado a tamponamento), colapso diastólico do ventrículo direito (específico), colapso sistólico do átrio direito (sensível), veia cava inferior pletórica não colapsável (sensível) e pulso paradoxal ultrassonográfico. A pericardiocentese emergencial é justificada por instabilidade hemodinâmica, deterioração iminente ou parada cardíaca. Indicações cirúrgicas emergentes incluem dissecção aórtica tipo A causando hemopericárdio, ruptura da parede livre ventricular após infarto agudo do miocárdio, trauma torácico grave, e hemopericárdio iatrogênico quando o sangramento não pode ser controlado por via percutânea. O manejo pré-procedimento inclui hemoderivados para pacientes com hemopericárdio traumático; fluidos intravenosos suaves para pacientes hipotensos e hipovolêmicos com consideração para medicamentos vasoativos; tratamento de anticoagulantes, coagulopatias e anemias. A ventilação com pressão positiva e a sedação intravenosa podem diminuir o débito cardíaco e devem ser evitadas, se possível. A localização ideal para a pericardiocentese guiada por ecocardiografia é a maior e mais rasa bolsa de líquido sem estruturas vitais intervenientes. O posicionamento do paciente para prevenir hipóxia e quantidades liberais de anestesia local podem facilitar a permanência do paciente. A orientação segura da agulha e a confirmação da colocação do cateter são obtidas usando visualizações ultrassonográficas de baixa profundidade, injeção de solução salina agitada, e avaliação do aspirado inicial para hemorragia. O líquido pericárdico deve ser drenado lentamente para evitar a síndrome de descompressão pericárdica.

Conclusão: A compreensão da fisiopatologia, apresentação clínica, achados ecocardiográficos e manejo sensível ao tempo do tamponamento pericárdico é essencial para os médicos de emergência.


Palavras-chave: Tamponamento cardíaco; Ecocardiografia; Alternantes elétricos; POCUS; síndrome de descompressão pericárdica; Drenagem pericárdica; Derrame pericárdico; tamponamento pericárdico; Pericardiocentese; Ultrassom no local de atendimento; pulso paradoxal; Interdependência ventricular.


53 visualizações0 comentário
Banner-Sidebar-Residencia-402x1024.jpg
Banner-Sidebar-Revalida-402x1024.jpg
Banner-Sidebar-Atualizacao-402x1024.jpg
MedFlix Zaza.png
bottom of page